Professora da Universidade do Texas

Especialista em Auto-compaixão

Quero me Inscrever Agora!

Kristin estudou comunicações em sua graduação na Universidade da Califórnia, em Los Angeles (B.A., 1988). Ela fez seus trabalhos de graduação na Universidade da Califórnia em Berkeley (Ph.D., 1997), estudando desenvolvimento moral com Dr. Elliot Muriel. Sua pesquisa foi conduzida em Mysore, India, onde examinou crianças e suas razões morais. Kristin passou dois anos de seu pós doutorado estudando com Dr. Susan Harter na universidade de Denver, estudando questões de autenticidade e o conceito de auto-desenvolvimento. Sua posição atual na Universidade do Texas em Austin começou em 1999 e ela foi promovida à professora associada em 2006.

 

Durante o último ano de graduação de Kristin em 1997, ela se tornou interessada em Budismo e vem praticando meditação na tradição do Insight desde então. Enquanto fazia seu pós doutorado, ela decidiu conduzir uma pesquisa em auto-compaixão - a construção central na psicologia Budista, algo que ainda não havia sido examinado empiricamente.

 

Além da pesquisa pioneira em auto-compaixão, ela desenvolveu um programa de 8 semanas para ensinar as habilidades da auto-compaixão na vida diária. Este foi feito em parceria com seu colega Dr. Chris Germer e é chamado de Mindful Self-Compassion (Auto-compaixão consciente). Seu livro, Auto-compaixão: o poder de ser gentil consigo mesmo, foi publicado por William Morrow, em abril de 2011.
 

Sobre a Palestra

 

Definição de auto compaixão:

 

Ter compaixão por si mesmo não é em nada diferente do que ter compaixão pelo próximo. Pense como uma experiência de autocompaixão faz você se sentir. Primeiro, para ter compaixão por outros você precisa perceber que eles estão sofrendo. Se você ignorar um mendigo na rua, você não poderá sentir compaixão pela situação difícil que ele ou ela está vivendo. Segundo, compaixão envolve sentimentos pelo sofrimento dos outros, então seu coração responderá a dor deles (a palavra compaixão significa, literalmente, "sofrer com"). Quando isso ocorre, você sente o calor, o carinho e o desejo de ajudar o sofrimento da pessoa de alguma forma. Ter compaixão também significa que você oferecerá o entendimento e a gentileza para com os outros quando eles falharem ou cometerem um erro, ao invés de julga-los severamente. Finalmente, quando você sente compaixão por outra pessoa (ao invés de sentir simplesmente pena), significa que você percebeu o sofrimento, a falha e a imperfeição como parte da natureza humana.

 

Autocompaixão envolve agir da mesma forma para consigo mesmo quando estamos vivendo um momento difícil, quando falhamos ou percebemos alguma coisa que não gostamos em nós mesmos. Ao invés disso, simplesmente ignorar a dor com um uma mentalidade fechada, você para de dizer a si mesmo “ isso é muito difícil de fazer agora”, como posso eu tomar conta de mim e me cuidar nesse momento? Instead of just ignoring your pain with a “stiff upper lip” mentality, you stop to tell yourself “this is really difficult right now,” how can I comfort and care for myself in this moment?

 

Ao invés de impiedosamente se julgar e se criticar por diversas inadequações ou deficiências, auto-compaixão significa que você passará a ser gentil e a entender quando estiver se confrontando com suas falhas pessoais - depois de tudo, quem mais diria que você deveria ser perfeito?

 

Você deve tentar mudar para seguir caminhos que permitam você ser mais saudável e mais feliz, sendo que isso é feito porque você se preocupa consigo mesmo, não porque você não tem valor ou porque não se aceita como é. Talvez, mais importante que isso, ter compaixão por si mesmo significa que você honra e aceita a humanidade. As coisas nem sempre acontecerão da forma como você quer que elas aconteçam. Você se frustrará, perdas acontecerão, você cometerá erros e enfrentará suas limitações. Essa é uma das condições humanas, a realidade compartilhada por todos nós. Quanto mais você se torna capaz de abrir seu coração para essa realidade, ao invés de constantemente brigar contra si mesmo, mais você será capaz de sentir compaixão por si mesmo e por todos os outros humanos em sua experiência de vida.

KRISTIN NEFF

Mindfulness e

Auto-compaixão

Ao inscrever-se, confirme sua inscrição em seu e-mail

 Congresso Nacional de Meditações Online

de 15 à 20 de outubro de 2018. 

Uma Realização: